Trabalho vivo X Trabalho morto em educação: a ação oportunista e necrófila de governos e empresas em tempos de COVID-19

“Oi professora, tudo bem? Sem você professora eu não consigo aprender bem. A mãe não é igual você, você tem umas mania de pro, a minha mãe não tem, ela trabalha num restaurante, ela só tem a mania de fazer comida, desculpe te incomodar agora, mas é que eu queria falar pra senhora isso.” (Estudante da educação básica paranaense, expondo…

Continue lendo